Tag

Marketing digital

Browsing

Sua empresa tem a pretensão de lucrar mais sem estruturar seu processo de vendas? Erro à vista! O gestor precisa ter ciência da importância das métricas na hora de colocar o time comercial em ação. O processo precisa ser pensado desde a atração do consumidor até sua condução às etapas finais do pipeline.

Para entregar qualidade na prestação de serviços e desenvolver a relação afetiva entre os prospects e a marca, a equipe deve ser bem direcionada pela gestão. Mas como personalizar e solidificar as vendas? Reunimos as melhores dicas! Venha conferir!

O que é o processo de vendas?

A estruturação das vendas se refere às normativas definidas pela empresa, a fim de guiar o time em suas atividades comerciais, aumentando a eficiência dos colaboradores e a prospecção de clientes.

Pareceu complicado? A gente simplifica: o processo de vendas é um passo a passo. Ele servirá para alinhar todo o time responsável pelas vendagens, facilitando fechamentos de negócio e o alcance das metas.

Ainda hoje, infelizmente, muitas empresas não contam com uma boa estruturação no processo de vendas. Esse erro acomete até mesmo as grandes corporações — e não deve ser repetido no seu varejo! A falta de Norte nas ações de venda prejudica a rotina dos colaboradores, que acabam desperdiçando tempo útil com tarefas que poderiam ser resumidas ou automatizadas.

A situação é pior para as marcas que não contam com o respaldo da tecnologia. Perdida em tarefas analógicas, a equipe dessa organização gasta tempo que deveria ser investido em atividades estratégicas. Não caia nessa cilada!

Qual sua importância no varejo?

O primeiro passo foi dado e sua empresa já está ciente do que significa o processo de vendas. Mas qual a relevância dessa estratégia para o varejo?

Pense só: em uma organização em que não há um passo a passo bem definido, cada colaborador desempenhará sua função de uma maneira. Enquanto alguns apostam em vendas mais incisivas, outros podem achar que conhecer o perfil do cliente não é relevante.

Nesse cenário hipotético, em que cada vendedor trabalha de uma forma, os objetivos e metas da corporação passam despercebidos. A sensação do cliente é a de que a empresa é desorganizada — o que se comprova nos números, já que a lucratividade fica prejudicada se as vendas não estão modeladas.

Aaron Ross, guru de vendas e escritor, já mostrou objetivamente a importância de adotar a estratégia: estruturando os processos da Salesforce, em apenas alguns anos, o autor de Predictable Revenue conseguiu incríveis R$ 100 milhões em receita extra para a empresa.

Dar uma espinha dorsal para as ações comerciais permitirá que seu varejo crie um padrão organizacional, potencialize os talentos da equipe e entregue um resultado satisfatório para o cliente final, levando-o à tão desejada fidelização. Vale a pena, não é mesmo?

Como estruturar meu processo de vendas?

Fato é que um bom processo de vendas aumenta a saúde empresarial, independentemente do segmento que o adota. Adaptáveis, as métricas para as vendas devem condizer com o perfil do seu negócio e com os potenciais individuais dos colaboradores.

Especialmente no varejo, as vantagens da estruturação são inúmeras, indo da criação de um funil de vendas mais atraente à satisfação da equipe, que trabalha mais motivada. Aprenda a melhorar seu processo de vendas para aproveitar suas vantagens!

Cumpra a função do líder

Em muitos cases, o empreendedor que realiza a gestão do negócio consegue visualizar com clareza o processo de vendas. Para o gestor, já começa a surgir aí uma estruturação dos processos comerciais. Mas e o vendedor?

Na outra extremidade do processo, porém, o vendedor pode estar sem ciência da estrutura que a empresa pretende adotar em suas vendas. Por isso, não consegue aplicá-lo no cotidiano. Isso é um indicativo de que falta a figura de liderança.

Um líder não cabe apenas para motivar a equipe e mantê-la unida: ele é também o responsável por repassar informações necessárias ao desempenho das atividades dos setores. O líder deve se ocupar em divulgar para a equipe o prosseguimento que será dado às estratégias.

Além de estruturar o processo, ele deve demonstrá-lo no cotidiano para todo o time que é responsável pelas vendas.

Pesquise o cliente

Sem dominar o perfil do público-alvo se torna impossível obter o máximo desempenho nas vendas. A oferta de produtos, as mudanças no mix de mercadorias da loja e a própria precificação devem ser sustentadas pela demanda da persona que consome do seu varejo.

Invista em pesquisas para compreender os anseios e as características que modelam seu consumidor potencial. Esse é o momento de trabalhar em conjunto com o marketing, mostrando os traços definidores do cliente e permitindo que a equipe de vendas também trabalhe em prol da satisfação desse comprador final.

Estude a jornada de compras

A jornada de compras merece atenção especial da sua empresa. Ela se refere ao caminho que o consumidor percorre até fechar a compra. Conhecer a jornada que seu público-alvo percorre ajudará na estrutura do seu plano de vendas.

Não existe modelo fixo para a jornada de compras, já que cada segmento encontra suas particularidades. No entanto, ela geralmente se inicia na identificação de uma problemática apresentada pelo cliente e para a qual ele deseja solução.

É na resolução do problema que entra a equipe de vendas, oferecendo o produto ou serviço ideal para preencher a necessidade do consumidor.

Conte com a tecnologia

Em um cenário globalizado, os consumidores se tornam mais criteriosos e as relações comerciais exigem mais agilidade. O canal para estabilizar sua empresa e dá-la destaque é contar com a tecnologia.

Aplicando um software de automação, sua equipe de vendas fica livre para focar em atividades de cunho estratégico, em vez de gastar tempo com tarefas burocráticas, funções dispensáveis ou com o retrabalho — normalmente, gerado pelos erros de fator humano.

Um sistema permitirá guardar dados importantes com segurança, ter noção do histórico do relacionamento com cada cliente e planejar novas etapas de venda com muito mais eficiência.

E não para por aí: os softwares investem em mobilidade e adaptação a diferentes dispositivos. Além do desktop e notebook, gestor e colaboradores poderão utilizar smartphones, tablets e demais dispositivos móveis para acessar os dados. É o processo de vendas da empresa sempre à palma da mão.

Conhecendo seu produto, sua empresa e seu cliente, fica fácil iniciar o planejamento. Gostou das dicas? Restou alguma dúvida? Conte pra gente nos comentários!

Uma boa gestão de vendas garante que o negócio possa manter-se competitivo e capaz de buscar novos mercados sempre. E, com o auxílio de soluções em software, ele também pode gerar mais competitividade para si por meio de um atendimento mais inteligente e conectado às necessidades de seu público-alvo.

Uma das soluções que podem ser adotadas para atingir esse objetivo é o software de gestão de vendas. Ele centraliza rotinas, reduz custos e permite que a companhia atue de maneira estratégica na hora de buscar novas oportunidades de negócios.

Confira abaixo como as soluções em software podem melhorar a competitividade da sua empresa! Boa leitura!

O que é um software de gestão de vendas?

O software de gestão de vendas é uma solução de software que pode ser utilizada pelo negócio para otimizar a sua rotina operacional, reduzindo custos, melhorando a sua competitividade e promovendo a sua capacidade de atender a demandas do mercado.

Ele é uma ferramenta que pode ser integrada a todos os processos de vendas, centralizando o local para a realização de rotinas, como a emissão de notas fiscais e o controle da entrega de produtos e de rotinas de relacionamento com o consumidor. Assim, a companhia terá processos mais precisos e livres de erros.

Investindo em um software de gestão de vendas customizado, a companhia pode adotar uma ferramenta totalmente moldada para o seu perfil. Ela terá funcionalidades capazes de gerar um grande diferencial competitivo para a companhia, que poderá atuar de maneira estratégica no atendimento a seus consumidores e parceiros comerciais com soluções inovadoras.

Soluções em Software: Quais as suas vantagens?

As soluções em software podem ter um papel-chave para que o negócio consiga manter-se competitivo. E, com um sistema de gestão de vendas, a empresa pode gerar mais competitividade por meio de rotinas mais inteligentes e eficazes. Confira as vantagens dessa ferramenta abaixo!

Emissão de documentos mais ágil

Com um software de gestão de vendas, a empresa pode reduzir prazos e erros na hora de emitir documentos fiscais. Dessa forma, o empreendimento terá uma rotina tributária mais eficaz e evitará erros e prejuízos. Além disso, o tempo de entrega dos produtos cairá, dando mais competitividade para o negócio.

Melhora no planejamento

Conhecendo os fluxos de vendas, a empresa pode melhorar o seu planejamento de médio e longo prazo. O gestor terá mais dados para construir uma rotina e um conjunto de estratégias de mercado capazes de evitar riscos, reduzir prejuízos e maximizar a capacidade de a companhia criar oportunidades de vendas.

Controle de estoque mais eficaz

O controle de estoque também pode ser otimizado por meio do software de gestão de vendas. Com mais integração entre áreas, a companhia conseguirá controlar melhor a compra de matéria-prima e o seu planejamento de médio e longo prazo. Além disso, as áreas de logística e armazenamento atuarão lado a lado para evitar atrasos na entrega de produtos, garantindo a manutenção da lucratividade da companhia.

Como tornar os negócios mais inteligentes e competitivos?

O uso de soluções em software na área de vendas pode ter um papel-chave para que negócios consigam atingir os seus objetivos de médio e longo prazo. Com as ferramentas, como o software de gestão de vendas personalizado, conforme as necessidades da empresa, poderão ser criados fluxos de trabalho mais eficazes, otimizando o planejamento e reduzindo custos.

Além disso, o empreendimento terá mais mecanismos para controlar as suas rotinas e os dados utilizados para definir estratégias de mercado. Dessa forma, a companhia pode adotar um planejamento mais eficaz e capaz de gerar lucros a médio e longo prazo.

Gostou do nosso post sobre soluções em software e quer saber mais sobre como elas auxiliam a sua empresa a atingir metas? Então assine a nossa newsletter para receber as nossas dicas! Vamos lá!

Profissionais que atuam nas áreas comercial e de gestão de vendas devem atentar para os benefícios do inbound sales na hora de atrair novos clientes e fidelizá-los.

Nem todos os vendedores ou gerentes comerciais, no entanto, conhecem bem a essência do inbound sales e, por isso, acabam não aplicando essa importante técnica da maneira correta, perdendo, assim, a chance de obter resultados muito melhores.

Neste post, vamos falar sobre o tema e abordar as vantagens que essa metodologia pode trazer para toda a equipe comercial. Ficou interessado? Continue a leitura para conferir!

O que é o inbound sales?

Para entender a lógica da técnica de vendas inbound sales, antes de mais nada, é preciso se colocar no papel de consumidor e buscar interpretar as situações a partir dessa ótica.

Uma vez feito isso, pense: não é bastante incômodo quando alguém tem uma abordagem agressiva de vendas e insiste em oferecer produtos de maneira direta e insistente? Se a sua resposta foi positiva, então você consegue entender a essência do inbound sales.

Isso porque essa técnica de vendas é baseada em uma abordagem indireta, que procura conduzir o cliente gradualmente à compra, usando, para isso, um conjunto de ferramentas de marketing de conteúdo em diversos canais: blogs, redes sociais, e-books, vídeos, podcasts, etc.

O objetivo do inbound sales vai além de somente capturar a atenção e atrair novos leads (clientes em pontecial), é também o de nutrir essas pessoas para que as informações fornecidas a elas sejam capazes de convencê-las a optar pela sua empresa e fechar o negócio.

No entanto, diferentemente do que é feito nas iniciativas tradicionais de vendas (rádio, TV, telemarketing, entre outras abordagens), o cliente é impactado de maneira natural, por meio de técnicas alinhadas de marketing digital, tornando o processo de vendas bem mais eficiente.

Benefícios do inbound sales

Vender é um processo que exige dedicação, empenho e estratégias, por isso, quanto mais recursos e técnicas o vendedor dominar, maiores serão as chances de sucesso e cumprimento das metas estabelecidas, sejam individuais, sejam coletivas.

Entre os diversos benefícios oferecidos pelo inbound sales é que ele é uma estratégia com ações integradas entre a equipe de marketing e o departamento comercial, isto é, quando cada novo lead chega, os vendedores internos poderão fazer o primeiro contato.

Em muitos casos, o lead já vem tão qualificado ― devido a todas as informações previamente oferecidas ― que a abordagem ocorre de forma muito mais rápida e fácil, diminuindo as chances de fracasso na venda.

Outro ponto relevante é a otimização do tempo, uma vez que a maioria dos leads gerados já terá interesse real no produto, o que acaba contribuindo consideravelmente para o aumento da produtividade da equipe como um todo.

Relação entre inbound marketing e inbound sales

Para alcançar sucesso nas vendas, o indicado é traçar uma estratégia que alie inbound marketing com inbound sales.

Explicando melhor: tendo como principal objetivo oferecer o conteúdo ideal e na hora certa para a persona, o inbound marketing produz materiais que vão orientar o lead por todas as etapas do funil de vendas, preparando-o gradualmente para realizar a compra.

Quando o inbound marketing desempenha seu papel de maneira eficiente, o lead chega ao vendedor já preparado para comprar. Caso ele ainda não esteja 100% convencido, é possível oferecer mais conteúdos relevantes para que ele finalmente chegue a essa conclusão.

Uma estratégia de inbound sales que não faz uso do inbound marketing é até possível de ser implementada, porém desaconselhável, uma vez que os resultados tendem a não ser tão significativos do que quando ambas as técnicas são aplicadas juntas.

Vendas inbound versus vendas outbound

Enquanto o inbound marketing tem suas estratégias voltadas para o digital, o outbound marketing concentra suas atenções na venda direta, por meio de ligações telefônicas e outras ações dos profissionais de vendas.

Muitas pessoas têm dúvidas sobre qual estratégia é a mais eficiente. A verdade é que as duas podem apresentar bons resultados quando usadas de maneira correta: enquanto o inbound marketing visa a atrair novos possíveis compradores e conduzi-los por todo o funil de vendas, preparando-os para a compra, no caso do outbound a ação é mais particular e pode funcionar bem para casos mais específicos e/ou públicos segmentados.

O ideal é aliar as 2 técnicas para conseguir atingir o máximo de leads possível e estar sempre preparado para oferecer os melhores processos de venda e atendimento a todos os clientes.

Dicas para implantar inbound sales na sua empresa

Como dissemos, a técnica inbound sales pode trazer impacto bastante positivo sobre as vendas de uma empresa, uma vez que facilita muito o trabalho de prospecção e traz leads qualificados e praticamente prontos para o fechamento do negócio. Para conseguir implantar o inbound sales no seu departamento comercial, adote medidas como:

  • tenha um plano de vendas definido;
  • dê suporte ao lead durante toda a jornada de compra;
  • prepare sua equipe de vendas para identificar e auxiliar o lead;
  • mantenha a equipe de marketing integrada à equipe de vendas, para que ambas contribuam para a definição da estratégia a ser adotada e se beneficiem do trabalho em conjunto;
  • treine sua equipe de vendas para que ela seja capaz de identificar, qualificar, conectar e aconselhar adequadamente o lead, de acordo com cada etapa da jornada de vendas, fazendo com que a relação seja cada vez mais relevante e significativa para quem compra;
  • busque oferecer ao lead uma solução que resolva seu problema com eficiência, o que não só vai deixá-lo satisfeito, como também estimulará a fidelização daquela pessoa e aumentará as chances de que ela indique sua empresa para seus amigos e familiares.

Neste post, falamos sobre a importância do inbound sales para aumentar as vendas e otimizar os resultados de toda a equipe comercial. Quando aplicado de maneira estratégica, esse é um importante recurso, com reflexos positivos mensuráveis no desempenho dos negócios.

Se quiser saber mais sobre o assunto, aumentar seu conhecimento e se diferenciar da concorrência, confira nosso post “Ciência de dados: saiba como se sobressair à concorrência”!